Image-empty-state.png

Alexandre de Almeida

Universidade Federal do ABC / Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail e redes sociais:

E-mail: aledealmeida@yahoo.com.br

Twitter: https://twitter.com/alexan_almeida


Lattes e sites:

Lattes | ORCID | Academia.edu

Alexandre de Almeida é professor da especialização de Educação em Direitos Humanos da Universidade Federal do ABC (UFABC) e realiza estágio de pós-doutorado, no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Coordena a seção paulista do GT História das Direitas - Associação Nacional de História (ANPUH-SP). É documentalista audiovisual na Fundação Fernando Henrique Cardoso (FFHC) e ministra cursos na área de gestão documental audiovisual e sonora. Integra os grupos Gênese Documental Arquivística da (UFF), a Rede de Pesquisa em Acervos e Patrimônio Cultural (REPAC) e o Laboratório de Estudos e Pesquisas da Contemporaneidade (UFABC). Suas áreas de interesse são história, etnografia e análise documental das “Direitas Grupusculares", com focos em: as relações entre culturas juvenis (Skinheads, Punks, entre outros) e partidos políticos, movimentos sociais e organizações nacionalistas: populismos, identitarismos branco/europeu e mitologias políticas; a utilização da música e do audiovisual como ferramentas de agitação metapolítica; tipologia documental, preservação documental e organização de acervos; Possui doutorado em História Social, pela Universidade de São Paulo, sobre a produção musical dos Skinheads White Power brasileiros e desenvolveu investigações sobre a mitologia política dos Skinheads White Power paulistas, no mestrado. Também se dedica à produção de registros audiovisuais e sonoros de manifestações públicas das "Direitas Grupusculares", na cidade de São Paulo.




Publicações selecionadas:

Os Skinheads brasileiros e os movimentos nacionalistas contemporâneos. In: Rogério Lustosa Victor (org.) À direita da Direita. Goiânia: Editora da PUC de Goiás, 2011, pp. 243-267.


Nem vermelho, nem racista: os skinzines integralistas. In: Leandro Pereira Gonçalves, Renata Duarte Simões.(Org.). Entre tipos e recortes: histórias da imprensa integralista. Guaíba: Sob Medida, 2012. pp. 399-427


Mapeamento de organizações grupusculares Skinheads brasileiras a partir da análise tipológica de seus documentos sonoros: o caso da “Divisão 18” In: Revista Espaço Acadêmico, nº 15, 2015, pp. 01-09.


Guia de referência de música Skinhead White Power Brasileira. In: Todas as Artes. Revista Luso-brasileira de Artes e Cultura, Porto,  vol. 2, nº 2, 2019, pp. 53- 68.